Inteligência emocional nas empresas

empresa2

Olá,

Contribuí em um artigo sobre a importância da inteligência emocional nas empresas. Uma forma de desenvolver o autoconhecimento no ambiente de trabalho. Segue um trechinho abaixo e o link para a matéria completa.

“Mas, o que os profissionais podem fazer por si mesmos quando as habilidades mais exigidas não são competências ensinadas em cursos de graduação ou especialização? A resposta é desenvolver a chamada Inteligência Emocional (IE), habilidade já tão valorizada por gestores e recrutadores. ‘Profissionais com inteligência emocional tendem a tomar decisões mais conscientes do que aqueles que não possuem. Consequentemente podem fazer escolhas profissionais mais alinhadas com o seu propósito, sentindo-se mais satisfeitos com seu trabalho’, afirma a psicóloga, coach e especialista em saúde do trabalhador Claudia Comaru, que atende por videochamada no Zenklub”.

Este texto foi publicado originalmente no blog do Zenklub. Clique aqui para continuar lendo.

Até mais!

Se conhecer dá trabalho (mas vale a pena)

relogio

Olá,

No mundo das fórmulas mágicas, onde tudo tem solução (e uma solução rápida), ao falar de autoconhecimento é preciso ter cautela. Em primeiro lugar, preciso lembrar que estamos na era em que cada segundo vale ouro! A comida fast food, a comunicação acelerada por aplicativos, muitas fotos curtidas por minuto, a mediação de conflitos resolvida à jato… mas, e no nosso mundo interno? Será que o tempo para se conhecer e lidar com as nossas questões é o mesmo? Respondo prontamente que não. Não necessariamente.

Este texto foi publicado originalmente no blog do Zenklub. Clique aqui para continuar lendo.

Até mais!

Mindfulness no cotidiano

urbano

Olá,

Final de ano, muitas pessoas bem ocupadas com o exterior: tarefas, compras, arrumação da casa… Que tal praticar um pouco de cuidado de si? Nos dias 7 e 14 de dezembro (bem no olho do furacão!) realizarei dois encontros para que a gente possa conversar sobre como cultivar a presença no cotidiano. Teoria e prática em um clima leve de aprendizado mútuo.

Quando? 7 e 14/dez. De 20:30 às 21:30hs.

Onde? Av 11 de Junho 1133. Bairro Vila Clementino. São Paulo.

Quanto? R$40 por encontro.

É necessária a realização da inscrição prévia em: contato@claudiacomaru.com.br

Até mais!

Webinar mindful

Olá,

Na semana passada tive o prazer de participar de um Webinar ao vivo sobre Mindfulness e autoconhecimento, promovido pelo Zenklub. Eu e a psicóloga Lidiane Pontes , conversamos sobre o que é mindfulness , o que não é mindfulness, seus benefícios, sua história, e como podemos nos aproximar desta prática no cotidiano.

Reconheço que fiquei bem apreensiva na minha primeira transmissão ao vivo: mãos frias, respiração curta. Além, claro, da ação de Murphy que sempre se faz presente nesses momentos em que faltam 10 minutos para entrar no ar. Problemas técnicos normais e esperados, mas que nessas horas se tornam bem problemáticos.

Percebi a grande oportunidade de treinar a atenção plena na respiração. Veja que momento!  Vi a situação como um todo, identificando cada emoção presente, cada reflexo no meu corpo, exercitando o olhar do observador de que tanto falamos nos grupos de Mindfulness.

No final, o Webinar foi leve e bem divertido! Lembro o que ouvi na formação de instrutora, ao final do curso: “É agora que o caminho começa”. E no início da transmissão do Webinar, eu finalizava o processo de descentramento, percebendo como eu estava e como eu poderia facilitar a transmissão de um conhecimento tão importante para mim.

E este é o caminho: Fazer de todo momento uma chance única de praticar!

Quer assistir o vídeo? É só clicar aqui.

Até mais!

Pare de levar a vida no piloto automático

robos

Olá,

“Pense na sua semana e nos diversos compromissos que você precisa cumprir. É possível realizá-los despercebidamente, mesmo tendo recebido todas as estrelinhas por  excelência. Ao acompanhar pessoas em fase de fim da vida, comprovei que isso pode ser possível. Essa é uma das conclusões a que algumas delas chegam ao olhar para trás e perceber com clareza o que fizeram de essencial e de supérfluo, e que relações poderiam ter sido mais vividas. Pode ter faltado a elas presença e contato para perceber a motivação que conduzia as diferentes escolhas…”

Este texto foi publicado originalmente no Zenklub. Clique aqui para continuar lendo.

Até mais!

SIPAT na Cummins

cummins

Olá,

Esta semana tive a oportunidade de participar da SIPAT da Cummins pela Catividade, consultoria em Qualidade de Vida. Durante a semana passada atuei em diferentes unidades da empresa com a palestra “Como rescrever seu futuro hoje?”, em que abordei o tema do Autocuidado. Ao perceber a reação do público me lembrei de uma questão:  quando falamos algo inspirados na nossa experiência de vida, o que falamos ganha potência; abre-se um canal de compreensão e identificação. Sinto que estou tocando mentes e corações. E isso não tem preço!

Agradeço à Catividade e à Cummins por esta experiência!

Para palestras e workshops sobre os temas Autocuidado e Atenção plena, envie um email para contato@claudiacomaru.com.br

Até mais!

Mindfulness no cotidiano

urbano

Olá,

Muito se tem falado sobre o Mindfulness: em programas de TV, matérias de revista… Mas o que seria Mindfulness?

Em 1979, na cidade de Massachusetts (EUA), Jon Kabat-Zinn desenvolveu o método Mindfulness-Based Stress Reduction no contexto de tratamento de pacientes com estresse e dor crônica. Kabat-Zinn uniu sua experiência filosófica no Budismo com a realidade laica de um hospital, criando uma estratégia de tratamento não- medicamentosa e sem vinculação religiosa-filosófica.

Assim, as práticas de Mindfulness tem como principal objetivo a manutenção da atenção no momento presente. A tradução do termo para o português assemelha-se a “atenção plena” e “consciência plena”. Tais técnicas são atualmente aplicadas em diferentes contextos: na Educação, na Saúde e até no Governo. No Reino Unido,  o grupo The Mindfulness Initiative, composto por grandes pesquisadores da área, auxilia o  Parlamento na implementação de políticas públicas baseadas em Mindfulness.

Quer saber mais sobre como é possível praticar Mindfulness? No mês de outubro, iniciarei o grupo “Mindfulness no cotidiano”,  com quatro encontros que ocorrerão semanalmente. Quatro sábados para conversarmos e praticarmos a atenção plena a partir de técnicas simples e viáveis para o seu dia-a-dia. Mais informações em contato@claudiacomaru.com.br.

Até mais!

SIPAT na UNIFAI

sipat-2016-elevador

Olá,

É com alegria que esta semana participarei da Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho, a SIPAT, da UNIFAI! Este ano o lema do evento é “Segurança e saúde: somos todos responsáveis”. Por isso, não à toa falarei sobre o estresse ocupacional e a importância do autocuidado.

Estarei presente no evento amanhã (15)  e sexta-feira (16). Mais uma oportunidade de multiplicar a importância do autocuidado na qualidade de vida!

Até mais!

Zenklub

Olá,

A partir desta semana começarei a realizar atendimentos online através do Zenklub, uma plataforma on-line de atendimento psicológico onde as sessões acontecem através de vídeo chamada. Realizarei atendimentos de orientação psicológica e coaching. Para agendar uma consulta comigo, é preciso acessar o site http://zenklub.com.br/, clicar em “psicólogos” e depois procurar pelo meu nome. Clicando no meu nome, é preciso se cadastrar no site para realizar o agendamento da consulta. A duração da sessão é de 50 minutos.

E então você pode perguntar: Por que passar por uma consulta pela internet? Vamos a alguns motivos. O primeiro deles é a facilidade. O atendimento online permite que você a realize no conforto da sua residência.  Lembrando que o site é equipado com recursos de segurança que garantem o sigilo do conteúdo das sessões. A proposta da orientação psicológica pode ser interessante para quem tem curiosidade sobre o trabalho do psicólogo, ou para quem tem vergonha/medo/receio de procurar um. Você paga a sessão no ato do agendamento, o que facilita o seu controle financeiro.

computador

 

Agora vamos explicar resumidamente o que seria o trabalho de orientação psicológica e coaching. A orientação psicológica consiste em acompanhar questões emocionais e comportamentais dos pacientes. Convido-lhe a pensar se teria algo em sua vida que você sabe que precisa mudar, mas não consegue. Muitas vezes não nos sentimos à vontade para compartilhar nossas angústias com nossos amigos e família. Podemos nos sentir sozinhos e cansados para carregar uma carga por vezes pesada demais. O psicólogo é um profissional habilitado para a escuta e posterior reflexão, levando a um caminho de significação das experiências vividas. Quando encontramos o sentido do que vivemos, fica mais fácil e leve seguir em frente.

Já o coaching se propõe a acompanhar pessoas que querem atingir um objetivo específico em sua vida: passar em uma prova de concurso, falar em público, lidar melhor com o tratamento de uma doença, emagrecer, etc. Trata-se de um método mais objetivo e específico do que a orientação psicológica. Conta com uma forma de pensar o acompanhamento como um treinamento, onde serão desenvolvidas as competências e comportamentos necessários para o alcance de determinado objetivo.

Espero ter conseguido esclarecer algumas dúvidas frequentes sobre o trabalho do psicólogo e do coaching, além do funcionamento do site Zenklub. Caso tenha outra dúvida e queira esclarecer, é só enviar um email para contato@claudiacomaru.com.br. Será um prazer responder.

Nos vemos no Zenklub!

Até mais!

O trabalho do coach

Olá!

Nesta semana foi publicado um texto no Blog da Adzuna em que esclareço possíveis dúvidas sobre o trabalho do coach. O que faz? A quem se destina?

crescer

Muitas pessoas confundem o processo de coaching ao acompanhamento psicológico. E é importante distinguir as atividades, pois elas possuem objetivos diferentes. A começar pelo fato de o coaching ter como finalidade o alcance de determinada meta como, por exemplo, falar em público, se organizar nos estudos para uma prova a ser realizada em breve, perda de peso, dentre outros motivos. O profissional coaching não precisa ser um psicólogo. O curso de coaching pode ser realizado por pessoas de quaisquer formações que queiram atuar no desenvolvimento pessoal de seus clientes.

Já o acompanhamento psicológico tem como objetivo, a partir de uma queixa, uma insatisfação, iniciar um caminho de busca de sua identidade, de identificação dos seus desejos e motivações. Perceba que este trabalho alcança uma profundidade mais densa do que o coaching. Muitas vezes, no trabalho de coaching, percebemos a necessidade do cliente aprofundar algumas questões de ordem psicológica. Neste momento, cabe a indicação de um profissional psicólogo que possa acompanhá-lo.

O trabalho do coach e do psicólogo promovem autoconhecimento, visto que há o desejo de desenvolvimento por parte do cliente. E todo processo de desenvolvimento pode exigir o abandono de velhos padrões para que novas habilidades e visões de mundo surjam.

Até mais!